Login para sua conta

Usuário *
Senha *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com asterístico (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Repetir senha *
E-mail *
Repetir e-mail *
Captcha *
Reload Captcha

Trump pediu ajuda da China para reeleição, diz ex-assessor

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu ajuda para o seu homólogo chinês, Xi Jinping, para conseguir se reeleger neste ano, revelou o ex-assessor de Segurança Nacional John Bolton. A informação consta no polêmico livro que será lançado por Bolton na próxima semana, mas que alguns jornais norte-americanos - como o The Wall Street Journal e o The New York Times tiveram acesso.

"As conversas de Trump com Xi refletem não só a incoerência da sua política comercial, mas também a confluência, na cabeça do presidente, sobre seus interesses políticos com os interesses dos norte-americanos", escreveu.

Segundo o relato, o mandatário falou para o líder chinês, durante uma reunião do G20 em 2019, que se ele aumentasse as compras dos EUA, isso seria bom para a sua reeleição. "Ele pediu para Xi assegurar a sua vitória", destacou.

Bolton ainda acrescentou que "é difícil" para ele "identificar uma decisão sequer de Trump, durante a minha permanência na Casa Branca, que não tenha sido feita com os cálculos da reeleição".

Outra parte revelada pela mídia norte-americana refere-se ao pedido de impeachment sofrido pelo republicano - e rejeitado no Senado - que deveria ter sido mais amplo, não apenas focando na sua pressão sobre a Ucrânia, mas também em outros episódios que o presidente buscou interferir por razões políticas.

Conforme o NYT divulgou sobre o livro, Trump também tinha o desejo de bloquear investigações criminais "por favores pessoais aos ditadores que ele gosta", citando casos envolvendo grandes empresas chinesas e turcas.

"O quadro mostrava a obstrução da justiça como uma maneira de viver, uma coisa que não podíamos aceitar", escreveu o ex-assessor. Além disso, Bolton mostra histórias de gafes do presidente, como o fato dele não saber que a Grã-Bretanha é uma potência nuclear ou de chegar a pedir se a Finlândia fazia parte da Rússia.

O ex-assessor ainda destacou que Trump ficou "muito mais próximo do se sabe" de retirar o país da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e que os relatórios de Inteligência do governo eram uma "perda de tempo", já que "muito tempo era gasto ouvindo Trump do que o contrário".

Bolton ainda acusou o republicano de gostar de colocar membros de sua equipe uns contra os outros, como no caso de ter informado que o ex-secretário de Estado Rex Tillerson chamou a então embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, de "obscenidade sexista".

O livro vem causando polêmica nos EUA tanto pela acusações contra Bolton, que teria embolsado uma quantia milionária pela obra, como pelas revelações que pode conter. O governo Trump entrou com uma ação na Justiça para tentar bloquear o lançamento do livro.

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Tendências

Tweets Recentes

Peixe boi evoluído e já saindo da água. https://t.co/Rlxgs7VkKU
Auditoria nas contas da Seguradora Líder, responsável pela gestão do seguro DPVAT, questionou uma série de procedim… https://t.co/CUEoWfoDZ6
Sapo mesmo ou Rãs? https://t.co/9soFgxgFr5
Follow Juliano Cunha on Twitter

Foto Notícias

Municípios começam a receber 31 mil doses da vacina Pfizer

Mulheres do Bolsa Família participam de Roda de conversa sobre saúde

Carreta carregada com madeira tomba e interdita estrada Laranjal para Vitória do Jari

Agricultores recebe recursos para produção de mandiocultura e açaí

Alliny Serrão visita e mobiliza apoio para população que foi afetada por chuvas e vento forte em Vitória do Jari.

Azul anuncia voo direto de Macapá ao distrito de Monte Dourado PÁ.

Vento forte com chuva causa prejuízos de diversos imóveis da população em Vitória do Jari

Tribunal do Júri condena homem a mais 20 anos de prisão, por feminicídio praticado em Laranjal do Jari

Laranjal do Jari perde clássico para Vitória do Jari no interior, mas se classifica para próxima etapa