Login para sua conta

Usuário *
Senha *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com asterístico (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Repetir senha *
E-mail *
Repetir e-mail *
Captcha *
Reload Captcha

Em julgamento popular, tese do MP-AP é aceita e 1ª Vara de Competência Geral e Tribunal do Júri de Laranjal do Jari condena réus por homicídio qualificado Destaque

By Jari Noticiias Setembro 20, 2021 299 0

Em julgamento realizado na última terça-feira (14), no Fórum da Comarca de Laranjal do Jari, o Conselho de Sentença acolheu a tese do Ministério Público do Amapá (MP-AP) e condenou os réus, Eliaquim Souza da Silva e Ezequiel Souza da Silva, que são irmãos, a 12 (doze) anos de reclusão, em regime fechado. A sentença foi proferida por conta do crime de homicídio qualificado de Brenison Santos Mendes, em 2019.

O julgamento foi presidido pelo juiz da 1ª Vara de Competência Geral e Tribunal do Júri da Comarca de Laranjal do Jari, Davi Kohls. O MP-AP foi representado pelo titular da Promotoria de Justiça de Laranjal do Jari, promotor de Justiça Benjamin Lax, que atuou na acusação no Processo Nº 0002201-19.2019.8.03.0008 - Vara Única de Laranjal do Jari. O primeiro júri popular presencial, no período de pandemia, foi transmitido em tempo real pelo canal no YouTube do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap).

A denúncia do MP-AP foi embasada no Inquérito Policial (IP) e Auto de Prisão em Flagrante (APF), da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Laranjal do Jari. Como os custodiados já se encontravam no Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), permanecerão para cumprimento da pena, e já cumpriram presos por 2 (dois) anos, 2 (dois) meses e 25 (vinte e cinco) dias de detenção, eles cumprirão mais 9 (nove) anos, 9 (nove) meses e 5 (cinco) dias de reclusão.

Entenda o caso

De acordo com os autos do processo, Ezequiel foi colega de escola de Tamires e por ela nutria paixão recolhida. Tamires estudava com a vítima, com esta tinha amizade, o que despertava ciúmes em Ezequiel.

Isso teria provocado uma discussão anterior entre Brenison e Ezequiel. Este último teria dito ao seu irmão (Eliaquim), sem contar o motivo, que a vítima estava lhe ameaçando e, por conta disso, eles planejaram o assassinato.

Na madrugada do dia 19 de junho de 2019, Brenison Mendes, que trabalhava como vigilante noturno, conduzia uma moto e foi abordado pelos irmãos Eliaquim e Ezequiel, que também trafegavam em uma motocicleta e encurralaram a vítima em uma das ruas do bairro Castanheira.

Conforme os autos, enquanto Ezequiel deu socos na vítima e Eliaquim desferiu vários golpes de arma branca em Brenison. O vigilante noturno foi morto a cortes de terçado, que atingiram o braço direito, cabeça e pescoço da vítima, que veio a óbito por conta dos ferimentos. Os condenados foram presos em flagrante.

“Os réus cometeram homicídio qualificado  mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima. A Justiça foi feita, resultado do trabalho do MP-AP e da Polícia Civil. Parabenizo o magistrado pela condução e o Júri pelo resultado justo. Continuamos atuando em defesa da sociedade de Laranjal do Jari”, frisou o promotor de Justiça Benjamin Lax.

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Tendências

Tweets Recentes

Peixe boi evoluído e já saindo da água. https://t.co/Rlxgs7VkKU
Auditoria nas contas da Seguradora Líder, responsável pela gestão do seguro DPVAT, questionou uma série de procedim… https://t.co/CUEoWfoDZ6
Sapo mesmo ou Rãs? https://t.co/9soFgxgFr5
Follow Juliano Cunha on Twitter

Foto Notícias

Municípios começam a receber 31 mil doses da vacina Pfizer

Mulheres do Bolsa Família participam de Roda de conversa sobre saúde

Carreta carregada com madeira tomba e interdita estrada Laranjal para Vitória do Jari

Agricultores recebe recursos para produção de mandiocultura e açaí

Alliny Serrão visita e mobiliza apoio para população que foi afetada por chuvas e vento forte em Vitória do Jari.

Azul anuncia voo direto de Macapá ao distrito de Monte Dourado PÁ.

Vento forte com chuva causa prejuízos de diversos imóveis da população em Vitória do Jari

Tribunal do Júri condena homem a mais 20 anos de prisão, por feminicídio praticado em Laranjal do Jari

Laranjal do Jari perde clássico para Vitória do Jari no interior, mas se classifica para próxima etapa